Português - English
Facebook logo
Escolas participantes na 9ª Edição da Geração Depositrão recolhem mais  de 413 toneladas de resíduos
Escolas participantes na 9ª Edição da Geração Depositrão recolhem mais de 413 toneladas de resíduos

Distritos de Beja, Viana do Castelo, Portalegre, Castelo Branco e Região Autónoma dos Açores lideram recolhas a nível nacional Escolas angariam mais de seis mil euros para a Operação Nariz Vermelho

PrintEmailBookmark/FavoritesShare
Mail Print Add Social
  • Distritos de Beja, Viana do Castelo, Portalegre, Castelo Branco e Região Autónoma dos Açores lideram recolhas a nível nacional
  • Escolas angariam mais de seis mil euros para a Operação Nariz Vermelho

 

As cerca de 900 escolas e entidades que participaram na 9ª. Edição da Geração Depositrão recolheram mais de 413 toneladas de resíduos electrónicos e pilhas em fim de vida, o que se traduz num donativo superior a 6 000 euros a entregar à Operação Nariz Vermelho, parceira desta campanha.

Entre os resíduos recolhidos ao longo do ano lectivo contamos mais de 850 frigoríficos, 1700 grandes electrodomésticos ou 5200 televisores/monitores, entre outros.

A tabela dos vencedores no critério de peso total recolhido é liderada pelas escolas: EB23 Damião de Odemira (Beja), líder a nível nacional, com mais de 16 500 kg; EB1 de Loução–Venade (Viana do Castelo) que ultrapassou os 14 500 kg; Escola Secundária de Ponte de Sor (Portalegre) com peso superior a 13 000 kg; Escola Secundária com 3.º Ciclo do Fundão (Castelo Branco) que reuniu mais de 10 000 kg e a EBI/S Cardeal Costa Nunes (Região Autónoma dos Açores) que somou mais de 8 900 kg.

No que respeita à categoria peso total por aluno, destacam-se as escolas: Jardim de Infância de Casais de São Clemente e EB1 de Lamas (ambas de Miranda do Corvo), EB1 de Loução-Venade (Viana do Castelo), EB1 de Cabanas de Tavira (Faro) e a Escola Básica de Paiva (Évora). A escola que ocupa o primeiro lugar desta categoria (Jardim de Infância de Casais de São Clemente) recolheu mais de 445 kg por aluno.

Para além da actividade de recolha, as escolas responderam a desafios criativos, segmentados por níveis de escolaridade.

Neste contexto, foram apuradas as escolas:

EB23 Dr. Acácio de Azevedo (Aveiro); Escola Básica e Secundária Pedro da Fonseca (Castelo Branco); EB/JI João Beare (Leiria); Jardim de Infância do Cacém Nº1, Escola Básica e Secundária Gama Barros e Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (Lisboa); EB23 Sophia de Mello Breyner (Porto); Escola Secundária da Ribeira Grande e Escola Rui Galvão de Carvalho (Região Autónoma dos Açores); Escola EB1/PE e Creche do Porto Moniz e EB23 Dr. Horácio Bento de Gouveia (Região Autónoma da Madeira); EB1 Nº 6 do Barreiro (Setúbal).

Filipa Moita, Responsável de Comunicação da ERP Portugal, conclui que “o compromisso assinado pelas escolas e entidades que participaram é motivo de orgulho e satisfação, pois a recolha destes resíduos, muitos deles perigosos, tem sido uma causa defendida por todos e abraçada com muita energia e dedicação! Parabéns a todos os cidadãos que revelaram, novamente, a sua preocupação com a sustentabilidade, este ano traduzida, também, no donativo a entregar à Operação Nariz Vermelho.”

Magda Ferro, Directora de comunicação da Operação Nariz Vermelho acrescenta: “Agradecemos a todas as escolas e entidades Geração Depositrão que contribuíram arduamente para ajudar os Doutores Palhaços a levar alegria a mais de 41 000 crianças hospitalizadas, em 14 hospitais pediátricos do nosso país! Um forte abraço de palhaço a todos os agentes da reciclagem!”

Esta campanha da ERP Portugal é implementada em parceria com a ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa), através do Programa Eco-Escolas, e conta com o apoio das marcas LG, Orima, Pingo Doce, Science4You e Worten.