Português - English
Facebook logo
Green City Solutions de Dresden ganha o primeiro prémio no âmbito da Economia Circular
Green City Solutions de Dresden ganha o primeiro prémio no âmbito da Economia Circular

Ideia da purificação do ar nas cidades supera a concorrência

PrintEmailBookmark/FavoritesShare
Mail Print Add Social

Ideia da purificação do ar nas cidades supera a concorrência 

A 27 de Outubro, em Berlim, a startup Green City Solutions ganhou o Prémio Green Alley 2016, o primeiro prémio europeu para a economia circular. A Green City Solutions combinou uma instalação de musgo com uma tecnologia IoT que fornece ar limpo e reduz o calor urbano. Uma única “árvore da cidade” faz o que de outra forma exigiria 275 árvores: absorve 100 kg de CO2 anualmente, garantindo assim ar limpo, bem como um clima urbano agradável. A instalação já é utilizada na Europa e na Ásia. A startup foi premiada com um incentivo financeiro e outros benefícios, no valor total de 30 000 euros. Seis finalistas da Alemanha, Finlândia, França e Reino Unido apresentaram os seus projectos ao júri e ao público.

“A Green City Solutions saiu vencedora porque aborda um dos maiores riscos para a humanidade. A sua instalação é uma solução completamente nova com um grande impacto e que pode ser implementada em todo o mundo. Além disso, a equipa apresentou seu modelo de negócios de forma clara e proficiente “, disse Jan Patrick Schulz, Director-Geral da Green Alley Investment GmbH.

Naomi Climer, ex-presidente e membro da Instituição Britânica de Engenharia e Tecnologia (IET) e patrocinador do Prémio Green Alley 2016, acrescentou: “O júri ficou particularmente impressionado com a abordagem utilizada pela Green City Solutions porque combina a tecnologia IoT moderna com serviços eco sistémicos. O seu negócio pode ser facilmente aplicado e é ajustável. Ambos os factores foram fundamentais no processo de tomada decisão do júri. Na minha opinião, todas as ideias têm potencial. Desejo que todas as startups tenham continuidade e sucesso e tenho certeza de que todos encontrarão investidores adequados para seus modelos de negócios”.

Antes da apresentação dos projectos à noite, os seis finalistas participaram em workshops com especialistas da indústria e do sector de gestão de resíduos, para colaborar com eles nas suas ideias de negócio.

Na cerimónia de entrega de prémios, Jonne Hellgren, CEO da RePack, fez o discurso de abertura, falando sobre a sua experiência no início do seu negócio. O seu conselho para as startups foi nunca desistir e seguir os seus próprios instintos. RePack, vencedor do Prémio Green Alley 2014, está actualmente expandindo os seus negócios para os mercados alemão e holandês.

Foi realizado um painel de discussão sobre “A morte do negócio como de costume?”, em que os participantes discutiram como os novos e experientes players do mercado podem aprender entre si para promover uma economia circular com êxito. Kieren Mayers, Director da Entidade Ambiental e Tecnológica da Sony Interactive Entertainment Europe, Dr. Maja Goepel, representante do Escritório de Berlim do Instituto Wuppertal e CEOs da Adaptavate (Tom Robinson, vencedor do Prémio Green Alley 2015) e kaputt.de (Moritz Zyrewitz, finalista do Prémio Green Alley 2014) participaram na discussão, moderada pelo editor da ARTE Magazin, Shila Meyer-Bejaht.

Desde 2014, a Green Alley, uma subsidiária da Landbell AG, reconhece anualmente as ideias que abordam a gestão de resíduos e recursos com o Prémio Green Alley, em conjunto com vários parceiros: a plataforma de crowdfunding Seedmatch, o programa de incentivos sediado em Londres, Bethnal Green Ventures, e a ERP (European Recycling Platform) Finlândia.

No seu terceiro ano, o Prémio Green Alley já recebeu cerca de 200 candidaturas de 52 países. Além do incentivo financeiro e outros benefícios que os vencedores recebem, a Green City Solutions também terá a oportunidade de receber apoio ao investimento.

Informações sobre o Prémio Green Alley, finalistas, bem como imagens do evento podem ser encontradas em www.green-alley-award.com.